Trabalhando e Costurando Couro

02/02/2011 at 17:24 Deixe um comentário

O couro sintético tem preço similar aos tecidos e que com um pouco de técnica, é possível produzir acessórios tão bonitos quanto os que eu via nas lojas. Já couros legítimos possuem preço mais elevado.

O couro sintético em diferentes cores

Os couros sintéticos são produzidos a partir de fibras como nylon, poliéster e poliuretano – todas derivadas do petróleo. Existem vários tipos de couro sintético e os nomes podem variar de acordo com a loja, o vendedor, etc. A impressão que dá é que as próprias lojas não sabem muito sobre o produto que estão vendendo, chega a ser frustrante. O couro sintético pode ser encontrado em casas de couro, tapeçarias e lojas de tecidos para decoração e estofamento.

Os vários tipos de couro sintético

Courino

O courino, ou courano, tem textura semelhante ao couro legítimo, possui grande variedade de cores, é mais grosso pois o seu verso é flanelado. É fácil trabalhar com ele, sua textura facilita o deslize na máquina. Só não é bom para apliques, pois como o verso é flanelado e branco, a borda fica com o acabamento ruim, o branco fica aparecendo.

Courvim

O courvim pode ser encontrado mais liso, com pouca textura ou bem texturizado. A variedade de cores disponível nas lojas costuma ser mais limitada. O seu verso é liso, portanto, é adequado para apliques.

Couro naval

O couro naval é muito parecido com o courvim: tem texturas variadas e verso liso. A diferença é que ele pode ser utilizado em produtos que serão molhados – é muito utilizado em estofamento de móveis para exterior e de barcos.

Napinha

A napinha é um couro bem fininho, pouco texturizado, quase liso na verdade, parece mais um plástico. É o mais barato. É difícil de trabalhar por ser muito liso, não desliza bem na máquina de costura. Por ser muito fino, em cores claras é possível ver o traço do molde no verso.

Agora vamos falar sobre o corte das peças e a costura:

Alicate para Furar Couro

Ferramentas

. Normalmente utiliza-se lápis para traçar os moldes. Com caneta também é possível, mas muito cuidado pois elas podem manchar. Traço sempre no verso do couro.

. Para cortar utiliza-se uma tesoura multi-uso. É importante ter uma tesoura só parar cortar couro, outra só para tecido, outra só para papel. Dessa forma você conserva melhor o fio de corte delas.

. Para furar, utiliza-se o alicate furador de couro. Ele é muito útil principalmente com couros legítimos ou mais grossos.

. Para segurar as peças no lugar durante a costura, pode-se utilizar clipes de papel, pregadores de roupa e alfinetes. Atenção: utilize o alfinete somente nas margens de costura, pois o furo é irreversível.

. Dependendo do trabalho, é necessário colar antes de costurar. Por exemplo, se você for costurar uma margem muito estreita, fica complicado segurá-la somente com clipes ou pregadores. A sugestão é usar um cola antes quando for mexer com peças pequenas como flores e laços ou fizer apliques de couro com couro. O mais usual é utilizar adesivo de contato – mais conhecido como cola de sapateiro.

Sobre colas

A marca mais conhecida no mercado é a Cascola, da Henkel. A Colabras da Brascola tem qualidade equivalente. No caso da Cascola, existe a opção sem toluol – não tem o forte cheiro químico e não faz mal ao ser inalada. Você pode adquirir essas colas em latas ou bisnagas, em lojas de materiais para construção. As latas são bem mais baratas, mas é difícil trabalhar com elas, você precisa de uma espátula. As bisnagas são bem mais caras, mas muito práticas.

A hora da costura

. Para costurar utilize linha de poliéster e agulha (pode ser a Singer 2020) de n° 16 ou 18. Utilize pontos largos e diminua um pouco a tensão da máquina. Normalmente eu costuro com ponto 4 e tensão 3.

. Para facilitar a costura, é bom utilizar um pé de teflon. Ele desliza mais facilmente sobre o couro. É fácil encontra-lo em armarinhos ou lojas especializadas em máquinas de costura.

. Se ainda assim continuar difícil deslizar o couro pela máquina, utilize talco. Aplique o talco no couro com um pequeno pincel chato. Passe somente onde o pé da máquina precisa deslizar, em pouca quantidade e somente sobre o couro. Há quem use creme, óleo Johnson ou papel de seda. Tanto o talco quanto o óleo não causam nenhum dano ao couro ou á máquina. Depois, basta limpar com um pano úmido.

Recomendação final

É preciso ter cuidado ao costurar com o couro e treinar bastante, porque uma vez desfeita a costura, os furos ficarão ali. Então comece primeiro com projetos simples, e teste o ponto, a tensão, a agulha, a linha, o pé calcador em um retalho, antes de começar a costura.

Agora é mão na massa! Estas foram nossas dicas de trabalho com couro! Para mais dicas de ferramentas de couro, clique aqui.

Anúncios

Entry filed under: Artesanato, Decoração. Tags: , , , , , , , .

Receitas para Controle de Pragas e Fungos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Categorias

Tópicos recentes

Siga-nos no Twitter

Twitter @MrTreco

Receba em primeira mão os novos artigos de nosso Blog!

Nosso Site Oficial

Site Oficial MrTreco

Conheça o site oficial da MrTreco.com! Muito mais artigos e produtos.