Posts filed under ‘Camping & Ar Livre’

Dicas Para Começar a Acampar

Se você não faz idéia de como se preparar não se preocupe, não há nenhum mistério. Um pouco de organização e planejamento pode tornar sua primeira experiência muito agradável. Confira neste artigo algumas dicas essenciais para quem vai acampar pela primeira vez.

camping4b

Em primeiro lugar, obtenha o máximo de informações sobre as condições e o local para onde está indo: É quente? Frio? Perto de praia? Nas montanhas? Você irá de carro ou terá que carregar seus equipamentos até o local do camping? Quantos dias você ficará lá? Você fará sua própria comida ou tem algum local próximo que fornece alimentação? Tem mosquito? Estas informações são fundamentais para definir os equipamentos e acessórios que você vai precisar. E hoje, em tempos de Internet, é muito fácil fazer uma pesquisa básica sobre o destino de sua viagem.

CampingfBarraca – Item essencial do ato de acampar. É, inclusive, o que o caracteriza. De acordo com o local onde você vai acampar você escolherá o tipo de barraca mais adequado. Por exemplo, se você vai de carro até o local do acampamento não precisará se preocupar com o peso, pode escolher uma maior, com mais conforto. Entretanto, se for carregá-la nas costas, melhor será uma barraca pequena, com armações em fibra de alumínio, material muito mais leve. Em nosso site temos dicas sobre as barracas mais apropriadas para o Brasil e sobre como escolher um local para montar a barraca.

GRD_2453_lanterna_2000_EvaldIluminação – Dentro de uma barraca não é como em nossa casa, não possui luz elétrica, logo, não se esqueça de levar uma lanterna, ainda que tenha luz na sua área de camping. É um item fundamental para quem vai dormir em barracas. Importante: em hipótese alguma acenda fogareiro, lampião à combustão ou fogueira dentro da barraca.

Para dormir – Isolante térmico e saco de dormir são itens essenciais para uma boa noite de descanso. Se o local for frio, precisará de um saco mais técnico e que suporte baixas temperaturas. Se for acampar na praia, por exemplo, um saco de verão resolverá o seu problema. Veja como escolher um saco de dormir em nosso site.

cookcampAlimentação – Se você for fazer seu próprio alimento, precisará de um fogareiro e de panelas, além da comida, é claro. Procure alimentos que cozinhem mais rápido ou pré-cozidos. Isso vai facilitar muito a sua vida. Se o local for frio, não se esqueça de levar algo quente para beber, como um chá ou achocolatado. Uma água quente resolverá o seu problema. Leve lanches fáceis e que não precisam de refrigeração para comer ao longo do dia, como barra de cereais, biscoitos, chocolate, castanhas, frutas secas… Leve lanches reforçados e faça apenas uma refeição no final do dia, assim você aproveitará melhor o passeio. Um bom café da manhã é fundamental para enfrentar bem um dia com muitas atividades.

Água – Confira se no local aonde você vai acampar tem água. Se for uma área de acampamento com infraestrutura (banheiro, pia, etc…) muito melhor. Você precisa se preocupar apenas com a água que vai beber. Sempre é bom levar purificadores de água, tipo clorin, facilmente encontrado em farmácias. Se for um camping selvagem, se informe se há rio por perto ou se você vai precisar levar algo para armazenar água, para o banho e para lavar utensílios, por exemplo. E use sabão biodegradável, como o neutro ou o de coco, para lavar seus utensílios. O meio ambiente não precisa sofrer com sua presença.

Banheiro – Se estiver acampando no mato, sem infraestrutura, recomendamos levar uma pá pequena para facilitar sua vida e manter sua postura consciente e ecológica. Ela será usada para você fazer um buraco no chão, fazer suas necessidades, colocar o seu papel higiênico sujo e depois tampar. Além de não deixar cheiro, não corre o risco de alguém pisar e agiliza a decomposição.

Para vestir – Leve roupas adequadas ao local para onde você está indo. Se frio, leve casacos… Se calor, roupas frescas.

backpack

Mochila – Item fundamental para levar todos os seus equipamentos, principalmente se você tiver que carregá-los. Cada situação sugere um tipo diferente de mochila: se vai de carro até o local do camping, o mais importante é uma mochila pequena para os passeios.  Alguns acessórios complementares podem lhe ajudar a garantir o seu conforto, independente do local aonde se acampa: repelente, protetor solar, cantil, lanterna e um canivete (tipo suíço, com várias utilidades).

camping_2Sobretudo, lembre-se que acampar pode ser uma opção e estilo de vida. Com os acessórios adequados é possível ter conforto e segurança suficientes para que seu passeio se torne inesquecível. Não pelos perrengues que você passou, mas sim pelo prazer e contato próximo à natureza proporcionado pelo ato de acampar.

Anúncios

15/07/2009 at 19:40

Sobre Fogareiros

Quem não sonha com uma comida quente no final de um longo dia de caminhada? Pois os fogareiros de hoje em dia são responsáveis por verdadeiros milagres – são “fogões de bolso”, eficientes, muito quentes (com um grande poder calorífico), práticos e pequenos. Se você faz caminhadas longas, com mochilas cargueiras que duram vários dias em lugares isolados ou acampa com muita freqüência mas sempre do lado do carro, você precisa de um fogareiro. Se você vai para regiões geladas, onde é necessário derreter neve ou não quer nada tão técnico assim, mas tem crianças pequenas que estarão por perto na hora de manusear o equipamento, você precisa de um – bom – fogareiro.129234-main_Full

 

 

 

 

 

 

 

Existem vários tipos de fogareiros no mercado e nem todos usam o mesmo combustível. Benzina, álcool e gasolina são facilmente encontráveis em qualquer lugar do Brasil. Além do mais, são mais ecológicos, pois não geram um cartucho de gás vazio no final do uso. Querosene também pode-se encontrar em quase qualquer lugar – sendo uma boa solução para quem faz expedições ao redor do mundo, viajando ao exterior com freqüência. Se este não é o seu caso e você pretende, no máximo, dar um pulinho até a Patagônia, fazer o Caminho de Santiago ou Macchu Picchu, além de rodar pelo Brasil, nós temos a solução de melhor custo x benefício do mercado. Confira as nossas dicas:

Tipos de Fogareiros:

020_espiriteira1. Espiriteiras – além de serem muito baratos (são, sem dúvida, os modelos mais baratos do mercado!), são minúsculos e funcionam bem. Usam álcool hidratado.

 

 

 

p_Fogareiro2

2. Fogareiros LPG – são também muito baratos mas o poder calorífico é menor que os “multifuel”. Funcionam muito bem nas temperaturas que temos no Brasil. Não servem para altitude.

 

 

 

msr_whisperlite3. Fogareiros “Multifuel” – são os fogareiros mais caros do mercado, mas costumam durar muito tempo e serem muito eficientes. Costumam vir acompanhados das garrafas próprias para o combustível e só devem ser usados com este tipo de recipiente. Se você for para o gelo, compre também a base para colocar abaixo do queimador, pois o gelo onde o fogareiro é apoiado acaba derretendo com o calor, dificultando o seu trabalho.

Alguns tipos de combustíveis líquidos:
1. Qualquer fogareiro para ser usado com combustível líquido queima benzina (“white gas”). Esse combustível costuma ser vendido como “combustível de acampamento” (camping fuel) ou “combustível de fogareiro” (stove fuel), sob várias marcas diferentes. Ele costuma evaporar fácil e limpamente. É muito volátil e deverá ser usado com muito cuidado. É a nossa benzina retificada.

2. Fogareiros “multifuel” aceitam quase todo tipo de combustível como querosene, diesel, gasolina, benzina retificada (é o combustível mais limpo que existe. Nos países de língua espanhola da América do Sul, encontramos algo parecido chamado “Benzina Blanca”, mas não tão limpo e puro quanto a benzina retificada nacional) etc. No entanto, alguns combustíveis são muito “sujos” e acabam comprometendo o desempenho do equipamento. Nada que uma limpeza ocasional, mais freqüente do que o normal, não resolva. Como eles usam garrafas próprias, que enchemos na hora do uso, ao invés de cartuchos descartáveis, são mais leves, mais baratos durante o uso (o aparelho, em si, é mais caro) e mais “ecológicos”. O uso dele exige que sejam “bombeados” para dar pressão dentro da garrafa, serem aquecidos antes de usar e necessitam de cuidados freqüentes – principalmente quando queimam combustíveis como querosene. São os fogareiros mais populares para usuários freqüentes, grandes expedições e montanhistas. O querosene costuma ser fácil de encontrar em várias partes do mundo (mais do que os outros tipos de combustível). No entanto, exige que álcool ou outro agente seja usado para começar a queimar. Provavelmente, deixará seu fogareiro engordurado, todo preto e cheirando a … querosene! Mas é também muito econômico e mais seguro que a benzina, por não ser tão volátil.

3. LPG (Liquidified Petroleum Gas) – é o termo genérico para combustíveis como butano, isobutano e propano, que são acondicionados e vendidos em um recipiente de metal pressurizado (cartucho), facilmente encontrável nos países industrializados. Com apenas uma válvula sendo a responsável pela abertura do sistema, ele é de fácil manutenção. São muito convenientes para o uso – leve e funciona bem! São populares entre usuários ocasionais, remadores, viagens curtas e montanhistas de verão. O cartucho acrescenta custo, peso e um lixo para o meio ambiente, se não for devidamente reciclado. E, lembre-se, se você pode carregar o cartucho cheio para o meio ambiente, também poderá trazê-lo vazio de volta…

4. Álcool – pode ser usado tanto líquido quanto sólido, em gel, dependendo do fogareiro utilizado.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre fogareiros e combustíveis e já sabe onde pretende usar esse equipamento, você está pronto para escolher o fogareiro que melhor se encaixa nas suas necessidades.

02/07/2009 at 12:59

Dicas Para Sua Barraca

Quem nunca acampou, não sabe as maravilhas que é dormir em uma casinha de náilon, muito menos frágil do que parece, única proteção contra as intempéries da natureza em uma noite ao ar livre. Mais, não imagina a praticidade em se conseguir carregar a casa nas costas, tal e qual os caramujos e tartarugas, e poder armá-la onde quiser: uma crista, um cume, com uma vista que dinheiro nenhum no mundo paga! Pois as barracas também foram se modernizando e diminuindo de peso, utilizando materiais leves e duradouros. Suportam muito melhor ventos e chuvas coisa fundamental se você pretende utilizá-la em montanha (ao contrário do conforto dos campings urbanizados, quando temos até banheiro e cozinha à disposição, o camping selvagem não oferece nada disso e, pior ou melhor, muito provavelmente estará a algumas horas ou mesmo dias da civilização mais próxima). Mas, apesar de ter sido feita para uso ao ar livre, o maior inimigo do náilon é o sol procure mantê-la longe dele sempre que possível…
Dicas importantes:
camping Como escolher uma barraca? Como todo material, vale a pena você pensar no uso que dará a ela. É para carregar nas costas? Então, o peso vai fazer toda a diferença… Para quantas pessoas? Lembre-se que uma barraca para três pessoas é mais pesada que uma para duas mas, em compensação, se três forem usar, o peso poderá ser dividido também em três. O problema aparece quando apenas uma pessoa vai usá-la… O mesmo acontece com uma barraca para dois ao ser usada apenas por uma pessoa…

* Três ou quatro estações? (Esta é uma convenção que define se a barraca é para verão, primavera e outono três estações ou para inverno também quatro estações). Se você quer usá-la apenas no Brasil, a opção é de três estações. Se quer usar em alta montanha, você precisa uma de quatro estações e, muito provavelmente, com saias no sobreteto, para poder vedá-la
decentemente no frio e na neve. Por outro lado, ela será um pouco “sufocante” em um acampamento nas praias brasileiras…

Campingx* A ventilação também é um item a se prestar atenção. Nosso corpo transpira o tempo inteiro e um local com boa ventilação é fundamental. Durante a noite, principalmente se a barraca estiver com a lotação máxima, a transpiração e a respiração dos usuários fará com que a barraca condense é isto que faz com que a parte interna do sobreteto amanheça molhada. E
quanto mais frio estiver, pior será (no gelo, a possibilidade da condensação congelar é muito grande, o que acaba dificultando na hora de guardar a barraca, se o calor do dia não for suficiente para derreter e secar a condensação da noite). A solução para isso é deixar todos os respiros abertos e bem ventilados durante a noite uma boa barraca terá ventilação eficiente mesmo com chuva!

* Outro item fundamental a se checar são as costuras seladas, tanto no sobreteto quanto no chão da barraca, protegendo-o de chuvas e umidade em geral (lembre-se: o Brasil é um país tropical, onde a incidência de chuvas é fortíssima e este item não é um mero detalhe. Poucas coisas são mais desagradáveis do que uma noite passada em claro dentro de uma barraca que “vaza”, em uma tempestade daquelas…). As costuras são o “tendão de Aquiles” das barracas e costumam ser seladas pelos fabricantes, que
protegem, assim, justamente a parte mais frágil do equipamento, onde os micro furos produzidos pela máquina de costura durante a confecção do material serão “fechados” com uma camada de selador à prova d’água. Se ela não veio assim de fábrica, você pode fazê-lo em casa, com um selador, por exemplo, mas nunca é a mesma coisa… O ideal é que você só precise impermeabilizá-la após algum tempo de uso, ou seja, quando ela começar a apresentar sinais de desgaste.

* Antes de sair para uma excursão, tenha certeza que você aprendeu a montá-la coisa que, muito provavelmente, você terá de fazer à noite, talvez com chuva, frio e vento. Convenhamos, não é a melhor hora para abrir o manual de instruções e segui-lo passo a passo, não é? Em geral, barracas leves e compactas costumam ser de fácil montagem, mas certifique-se que você aprendeu para que serve cada peça antes de sair de casa.

* O sobreteto cria uma camada de ar importante para o isolamento, além de proteger da chuva. Assim, uma barraca bem montada não poderá ter o sobreteto encostando no teto. Os estabilizadores laterais deverão estar bem esticados, sempre.

* Para conservar sua nova “casa”, guarde-a sempre seca e limpa, pois a sujeira pode danificar a qualidade do tecido e das costuras. Ao lavar, use sempre água abundante. Se não for suficiente, um detergente ou sabão neutro. Deixe secar, de preferência, à sombra. Jamais a deixe montada ao ar livre por longos períodos. Lembre-se: sol, vento e chuva são prejudiciais aos tecidos.

* Se você utiliza muito a sua barraca, ela poderá apresentar sinais de desgastes principalmente quanto à impermeabilização qualidade fundamental de uma barraca. Utilize produtos impermeabilizantes sobre o tecido e prolongue, assim, a vida do seu equipamento.

* Um avanço lateral ou frontal é importante para guardar o material durante a noite. Barracas para duas pessoas com duas portas pode ser uma ótima opção, deixando as duas pessoas independentes e com avanço para cada um individualmente guardar seus equipamentos. Por outro lado, algumas barracas possuem uma porta apenas com um grande avanço, que poderá ser facilmente compartilhado.

* Jamais, em tempo algum, acenda um fogareiro dentro da barraca. Além do náilon ser ultra inflamável, o fogareiro rouba todo o oxigênio disponível e poderá, facilmente, causar a morte por asfixia dos usuários.

* Tenha sempre um pouco de fita adesiva tipo duct tape ou silver tape. Elas podem salvar a sua vida na hora de fazer um reparo tanto do tecido quanto das varetas, por exemplo. E não esqueça de enviar a barraca ao fabricante, para um reparo decente, assim que voltar de viagem. Mantê-la em ordem, sempre, te livrará de muitas dores de cabeça nas próximas viagens.

30/06/2009 at 13:05


Categorias

Tópicos recentes

Siga-nos no Twitter

Twitter @MrTreco

Receba em primeira mão os novos artigos de nosso Blog!

Nosso Site Oficial

Site Oficial MrTreco

Conheça o site oficial da MrTreco.com! Muito mais artigos e produtos.